Notícia

CRN-3 participa de audiência pública de regulamentação da profissão de técnico em Nutrição e Dietética
img 03 dez/2021

CRN-3 participa de audiência pública de regulamentação da profissão de técnico em Nutrição e Dietética

Comissão de Políticas Pública do regional segue acompanhando a tramitação na Câmara dos deputados e defende melhorias para o TND

O Conselho Regional de Nutricionistas 3ª Regional participou nesta quinta-feira, 2, em Brasília, da audiência pública que debateu sobre o PL 5.056/13, que trata da regulamentação da profissão de técnico em Nutrição e Dietética no Brasil. A audiência, na Câmara dos deputados, foi um requerimento da deputada Vivi Reis (PSOL/PA).

A mesa foi composta pela técnica Maria de Lourdes Sousa, presidente do Sindicato do Técnicos em Nutrição e Dietética de São de Paulo (Sintenutri-SP), pela nutricionista Manuela Dolinsky, diretora-secretária do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), pela nutricionista Sueli Lisboa que, na ocasião, representava o Fórum de Presidentes do Sistema CFN/CRN, e por Gustavo Hoff, representante da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, do Ministério da Saúde

Vivi Reis, na abertura dos trabalhos, destacou o papel do técnico e a sua importância para sociedade. Manuela Dolinsky ressaltou que, além da regulamentação, o CFN também defende a mudança da nomenclatura de Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas para Conselhos Federal e Regionais de Nutrição.

O CRN-3, que tem em sua jurisdição São Paulo e Mato Grosso do Sul, é o regional com o maior número de técnicos inscritos, aproximadamente nove mil profissionais. Sueli Lisboa, que é conselheira e coordenadora da Comissão de Políticas Públicas do regional, explanou sobre as áreas e segmentos de atuação do técnico.

“A população brasileira está envelhecendo, e as Instituições de Longa Permanência (ILP) precisam, cada vez mais, de mão de obra qualificada de técnicos e nutricionistas”, disse Sueli destacando que o número de ILPs no país deve crescer no fututo. “Os bancos de leite humano contam com a equipe de Nutrição e o técnico também é primordial nesse segmento. No setor de Fiscalização do CRN-3 dispomos da expertise de TNDs com a finalidade de prestar um bom trabalho à população”, concluiu citando diversos outros segmentos de atuação dos técnicos.  

O CRN-3 continua acompanhando a tramitação e na audiência a entidade foi representado pela nutricionista Viviani Fontana, vice-presidente, e pelo advogado Lucas Baruzzi, assessor parlamentar. Para ser encaminhado ao Senado Federal, o texto do projeto deve ser aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família e em outras duas comissões na Câmara dos deputados. Para conferir a audiência, acesse https://www.youtube.com/watch?v=XqETCAi6Ehw&t=1562s