Notícia

Conselho Regional de Nutricionistas SP-MS alerta para risco de queda de qualidade das refeições nas creches conveniadas
img 12 abr/2019

Conselho Regional de Nutricionistas SP-MS alerta para risco de queda de qualidade das refeições nas creches conveniadas

Mudança anunciada pela Prefeitura reduzirá ainda mais presença já insuficiente de nutricionistas na fiscalização da alimentação escolar

Ao anunciar, na última quinta, 11, que as entidades que administram creches conveniadas agora serão responsáveis pela compra de insumos da alimentação escolar, a prefeitura de São Paulo, sob gestão do prefeito Bruno Covas, pode estar comprometendo a qualidade das refeições de milhares de crianças. Quem faz o alerta é o Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região SP-MS (CRN-3), demonstrando preocupação com a nova medida. A entidade ressalta que a prefeitura não tem o número adequado de nutricionistas para supervisionar todas as refeições servidas na rede municipal.

A Coordenaria de Alimentação Escolar do município (CODAE-SP) determina o cardápio da rede conveniada, mas sem uma equipe com número adequado de nutricionistas, a supervisão da alimentação escolar é comprometida. É atribuição dos nutricionistas acompanhar a compra de insumos (frutas, legumes, verduras, ovos e carnes) para verificar a qualidade dos alimentos, inclusive visitando pessoalmente os fornecedores. Também cabe ao nutricionista supervisionar a produção das refeições, garantindo o cumprimento do cardápio estabelecido pela CODAE, bem como as quantidades consideradas adequadas aos alunos.

A nutricionista dra. Lúcia Helena Lista Bertonha, gerente técnica do CRN-3 e responsável por um levantamento que verificou a quantidade de nutricionistas adequada para a rede municipal de São Paulo afirma que “sem o número adequado de nutricionistas, não conseguimos garantir a segurança alimentar e nutricional da população, nem a qualidade da alimentação servida nas escolas. ”

O CRN-3 se reuniu com o Secretário Municipal de Educação e com a coordenadora geral da CODAE no último dia 28 de março para tratar da contratação de Nutricionistas para supervisão nos Centros de Educação Infantil conveniados com a Prefeitura do município de São Paulo.

O CRN-3 informou que o atual número de Nutricionistas que compõem a CODAE – Coordenadoria de Alimentação Escolar (107) é insuficiente para a realização da supervisão do Serviço de Alimentação e Nutrição e demais atividades pertinentes ao Nutricionista. O quadro técnico adequado seria de 1.239 Nutricionistas, para atuar de forma que todas as atividades fossem realizadas na íntegra, com a finalidade principal de promoção da saúde da população atendida.

A quantidade de profissionais é definida pela resolução CFN 465/2010, e é calculada com base no número de alunos da rede segundo os dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). 

Confira na íntegra a nota técnica do CRN-3